Babalorixá Lucio de Ogun - O Patrono do Templo Espiritual Caboclo Pantera Negra

O Patrono do Templo: Bàbálòrìsà Lúcio t'Ògún

 

 

O Bàbálòrìsà Lúcio de Ògún, Lúcio Evandro Paneque de Oliveira, conhecido como “Pai Negão” dado ao seu amor pela tradição afro-brasileira, era um excepcional Ocultista, Mago e Sacerdote de Umbanda, de Candomblé e de Kimbanda. É o patrono do Templo Espiritual Caboclo Pantera Negra, pois foi através de sua consulta ao oráculo Mérìndílógún (Jogo de Búzios) que se determinou que o Bàbálòrìsà Mário Filho fundasse uma Casa de atendimento espiritual.

 

Foi o Bàbálòrìsà Lúcio de Ògún que plantou os primeiros Axés do Templo Espiritual Caboclo Pantera Negra, bem como assentou o Èsù (Exu) guardião do Templo em julho de 2001, dias antes da primeira reunião no Templo Espiritual Caboclo Pantera Negra, ocorrida em 02 de agosto de 2001..

 

- Trajetória:

 

O Bàbálòrìsà Lúcio de Ògún foi de um dos “barcos” do Bàbálòrìsà Ronaldo Linares (da FUGABC), sendo declarado Sacerdote de Umbanda em 1997.

 

No Candomblé foi iniciado pelo Bàbálòrìsà Fernando de Ògún (iniciado de Gitadê, sucessor do Tata Joãozinho da Goméia), com quem deu suas obrigações de 1, 3, e 7 anos e foi iniciado nos mistérios da Kimbanda.

 

Pela sua iniciação na Kimbanda, com o nome de Tata Kimbanda Negão, foi recebido na Ordem da Mão Negra, Ordem iniciática, bastante reservada, que une os ensinamentos mágico-esotéricos ocidentais com a tradição afro-brasileira. Pela dedicação, estudo e comprovação de seus dons mágicos foi eleito, por unanimidade, Grão-Mestre (Imperator) da Ordem da Mão Negra em 2002, dois anos antes de passar ao Oriente Eterno. Atualmente, o Grão-Mestre (Imperator) da Ordem da Mão Negra é o Bàbálòrìsà Mário Filho, dirigente do Templo Espiritual Caboclo Pantera Negra.

 

Fundou o Terreiro de Umbanda São Jorge Guerreiro.

 

- Sua iniciação em Ordens Iniciáticas e Esotéricas:

 

O Bàbálòrìsà Lúcio de Ògún, desde muito jovem dedicou-se ao estudo e à prática da espiritualidade. Aos dezoito anos era membro da AMORC (Antiga e Mística Ordem Rosa-Cruz), do Colégio dos Magos e do Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento.

 

Com o passar do tempo Lúcio de Ògún foi sendo aceito em várias Ordens iniciáticas e esotéricas, alcançando o último grau em todas:

 

Foi consagrado Bispo da Igreja Ortodoxa e da Igreja Gnóstica (com o nome Sacerdotal de Tau Franciscus de Jerusalém), sendo um dos representantes da Igreja Expectante para São Paulo, Igreja que abandonou poucos meses antes de sua trágica morte em 2004.

 

- O Bàbálòrìsà Lúcio de Ògún foi fundador:

  • Da Ecclesia Gnóstica Joanita;
  • Do Soberano Santuário da Gnose;
  • Da Arcanum Ordo Rosae+Crucis.

 

Esta é uma pequena biografia em homenagem ao Bàbálòrìsà Lúcio de Ògún que é e sempre será lembrado por todos os membros do Templo Espiritual Caboclo Pantera Negra.

 

Salve Pai Negão, Salve seu Axé!

Continuaremos seu trabalho espiritual!

Exibições: 165

Tags: Afro-brasileira:, Afro-brasileiro, Biografia, Caboclo, Candomblé, Iniciação, Kimbanda, Mão, Negra, Omoloco, Mais...Omolocô, Omoloko, Omolokô, Ordem, Pantera, Religião, Umbanda, da

Comentar

Você precisa ser um membro de RBU - Rede Brasileira de Umbanda para adicionar comentários!

Entrar em RBU - Rede Brasileira de Umbanda

"Um país se faz com homens e livros."
(Monteiro Lobato)

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR

 

Follow Mata Verde on Twitter

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

VISITANTES

Badge

Carregando...
Offline

Vídeo ao vivo