A história de Oxum

Informação

A história de Oxum

Oxalá Oxum das Águas Claras!
Abençoa e acalma as águas que correm nos veios da Terra
Seca teus olhos que choram dos céus
Varrendo o verde de nossas serras

Membros: 51
Última atividade: 28 Jan


 

Oxum

Oraieiê ô Oxum...


Senhora dos rios, da maternidade, da beleza em seu mais puro ar de graça e elegância.
Rainha das águas doce, que sob o leito do rio se põe a cantar ...
Mãe do ouro, das riquezas mais abundantes, da vida...


                                              Oraieiê ô  mamãe Oxum !
Oxum, Orixá das águas doce do mundo, senhora da vida,da maternidade, é ela que cuida da gestação da mãe e acompanha junto a Iemanjá o parto da criança; De uma beleza e elegância sem igual, mostra no seu andar toda a delicadeza de seu refinamento como rainha e nos seus gestos toda a vaidade de uma mulher mimosa, que adora se enfeitar com colares, pulseiras, braceletes e coroas, tendo sempre em uma das mãos seu inseparável abebê ( espelho), no qual fica horas a fio a se adimirar na beira de rios, riachos, sempre perto de nascentes, cachoeiras e cascatas.
Suas águas refletem suas vontades. Quando contrariada faz a cheia dos rios, impedindo a passagem de qualquer um por seus domínios, mas já quando agradada e bem disposta, faz refletir sobre o espelho d`água toda imensidão do céu .
Oxum é esperta, ardilosa, não deixa sua beleza ser o único argumento de seus atributos, é boa em tudo o que faz, uma mulher admirável que aqui deve e será louvada!
`•.¸.•´ * *. * . * . Lendas de Oxum  `•.¸.•´ * *. * . * .
  • Oxum aprende a jogar búzios com Exú.
Todos os orixás precisavam ir a um Babalaô para que esse jogasse os búzios.Exú contudo, sabia joga-los despertando o interesse dos outros orixás.
Oxum se interessou em aprender e foi até o reino de Exú e pediu que ele a ensinasse. Ele negou, disse que não, que esse segredo pertencia a poucos. Ela então pegou um punhado de areia e jogou em seus olhos. Os búzios caíram todos ao chão e ela foi pegando um a um perguntando o nome.
Exú que é de esperteza aclamável, reconheceu a sagacidade de Oxum e propôs um acordo;Se Oxum ficasse sete anos ao seu lado arrumando sua casa e cuidando da sua comida a ensinaria a jogar.
Concordou e assim fez; Vivia harmoniosamente com seu novo companheiro, quando em um dia como de costume pela manhã bem cedo, Exú saíra para rua e Oxum fora para o rio se banhar. Lá estava a cantar se admirando no espelho quando um homem vigoroso passa em seu cavalo rumo ao mesmo destino; coloca o animal para beber e é quase que hipnotizado pelo tom da melodia.  Foi esgueirando pela beira do rio até encontrar a alguns metros perto de uma queda dágua uma linda mulher que cantava enquanto se banhava.  Oxum se assusta ao perceber que está sendo observada, mas o homem logo diz ser Xangô, que só estava de passagem pelo reino de Exú, mas fora tragado por tamanha beleza. Pediu-a em casamento imediatamente e logo foi recusado, afinal, ela estava muito feliz ao lado de Exú, mas Xangô não aceitou ser contrariado. A pegou pelo braço e levou a força para seu reino.
Exú chegou em casa e não encontra Oxum, desespera-se ao ver as horas passarem, quando então decide ir em todos os reinos da Terra atrás de sua amada. Não a encontra em nenhum, faltando apenas o reino de Xangô. Passando por uma das ruas perto do palácio ouve um canto muito triste vindo de dentro de um calabouço escuro. Era ela, só podia ser ela ! Exú confeccionou uma poção e fez com que essa chegasse até Oxum que estava presa no fundo da masmorra, e quando essa toma o encantamento se transforma em pomba dourada e sai voando por dentre as grades do seu cárcere.
  • Oxum faz Obá cortar uma de suas orelhas.
Oxum fora uma das esposas de Xangô junto com Oyá e Obá, era a mais nova e a que , pelos relatos de Xangô, tinha o maior dom para mimar o seu senhor, seja com seus dotes culinários, ou mesmo com seus encantos. Obá insegura, pergunta a Oxum como ela conseguia causar tanto fascínio no tão grandioso rei, e Oxum astuta, não poupa elogios a si mesma, mas não só isso, diz ter um segredo especial. Tendo a cabeça coberta por um turbante diz ter cortado uma das orelhas para enfeitar a feijoada de Xangô e que logo após teve uma noite de amor sensacional.

Obá fica inspirada pelos depoimentos sedutores de Oxum e corta a própria orelha para a feijoada do seu senhor, que, quando vê, repudia tanto o ato de Oxum, que descobre as orelhas mostrando o truque, quanto Obá que com uma das mãos cobria a recém tirada orelha ensangüentada, expulsando-as de seu reino nas nuvens , descendo como um rio em direção ao chão criando as cascatas.
  • A Terra morreu sem Oxum.
Os orixás foram criados e tomaram seus postos no mundo.Iemanjá no mar, Ogum desbravando as matas, Iansã nos céus e assim por diante. Com o tempo as florestas morreram e a Terra empobreceu, não havia como as plantas se alimentarem da água do mar, quando então Obatalá trouxe Oxum ao mundo, que com suas águas inundou a Terra de vida e esperança , fez o verde ficar mais verde e refletiu nos rios o azul do céu.

  • Foi na beira do rio, que a Oxum chorou.
A Terra do reino de Xangô estava passando muita fome por falta de água, quando o povo foi clamar de seu rei alguma solução. Xangô foi até o deserto que estavam as plantações e lá disse que perrmaneceria até que chovesse e assim o fez. Oxum, Oyá e Obá voltaram arrasadas para o reino, afirmando para o povo , que acreditava que Xangô estava morto, pois não voltava, que o rei estava vivo e resolveria o problema.


Mais dias se passaram e Oxum começou a cantar.Triste canto trazia consigo lágrimas dolorosas que derramaram-se durante semanas.Oyá com seus ventos fez as águas se espalharem e atiçou as nuvens enquantoObá fazia as águas ficarem cada vez mais profundas. Xangô fez trovejar e chover, estendendo o rio por todo o reino acabando com a fome e a sede.

  • Oxum, Oxóssi e o nascimento do príncipe dos Orixás.
Odé ( Oxóssi)vive nas matas e como um bom caçador, está sempre a espreitar alguma caça. Uma dessas caças um dia o levou para a beira de um rio, fazendo-o ser visto por Oxum que se apaixona pelo belo rapaz de imediato.Usando toda a sua astúcia se banha de mel e rola nas folhas tomando o aspecto de presa, o que chama atenção dos olhos aguçados de Odé que vai atrás do precioso animal.
Oxum atrai-o até suas águas onde o mel se dissolve e ela se revela, causando ainda mais fascínio no rei do ketu que a possui ali mesmo, daonde mais tarde nasceu Logun.
Oxóssi então quer acompanhar Oxum, mas isso é impossível, Ela morava no fundo do rio, no reino de seu pai e ele nas matas. Mais uma vez mostrou que é ardilosa e vestiu o orixá de mulher e o levou para as profundezas apresentando-o a seu pai como uma amiga.
O disfarce de Odé não durou muito e logo fora expulso de volta às matas e Logun passou a viver seis meses com a mãe se enfeitando de jóias e comendo peixe, e seis meses com o pai caçando e vivendo na floresta.
  • Oxum perde a guarda de Logun.
Oxum e Obá nunca mais se bateram, tanto que, quando vem a Terra , se juntas, brigam violentamente.  Oxum se banhava no rio com Logun que nadava de um lado para o outro. Sua mãe lhe dera somente um aviso, que não chegasse para a parte mais funda, pois essa era domínio de Obá que não gostava dela. 
A criança arteira se distraiu e acabou por parar aonde não devia, Obá vendo a oportunidade vingança, fez suas águas ficarem turbulentas, o que fez o menino começar a se afogar para o desespero de Oxum que clamou a Obatalá que o salvasse da morte iminente.
Obatalá atendeu, mas a pena que ela receberia seria perder a guarda de Logun, mais tarde achado na beira por Iansã e Ogum que acaba de cria-lo.
_______________________________________________________________________
Os filhos de Oxum são Alegres, voluntariosos, Astutos, belos, de um refinamento sem igual, amam o dia, o sorriso, a felicidade, são contidos e muito maternais, assim como Oxum amam o luxo a riqueza, não só material, mas de espírito.
Seu dia é 08 de Dezembro e suas cores são todas as variações do amarelo, que demonstra toda a sua riqueza, dignas de uma rainha, é sincretizada como nossa senhora aparecida.
Que fique aqui a admiração por essa Iabá maravilhosa que encanta-nos com sua graça, sua beleza, e todos os demais atributos que ela possa ter...
 `•.¸.•´ * *. * . * ORAIEIÊ Ô `•.¸.•´ * *. * . *


Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de A história de Oxum para adicionar comentários!

Comentário de juliana leite em 27 janeiro 2017 às 21:48

Salve Oxum que nos rege em 2017 

Comentário de juliana leite em 27 novembro 2013 às 16:13

Há Oxum a quem peço tudo e muito mais sempre, meu agradecimento de coração.Salve Oxum

Comentário de Maiara Constante Ferrari em 19 novembro 2012 às 9:26

Oraieiê mamãe Oxum!!

Comentário de waldecy marinho de almeida em 19 novembro 2012 às 9:14

MINHA BELA E GENEROSA MÃE.

Comentário de Lili Silva em 17 julho 2012 às 23:45

Laroiê minha mãe OXUM,muita paz aos filhos teus!

Comentário de Janaína Morais em 15 julho 2012 às 21:26

Cada vez me encanto mais com a história de minha mãe!!!

Comentário de Tereza Pacheco em 2 julho 2012 às 14:24

Minha mãe, minha força, minha luz, minha vida!

Comentário de maria da conceição nunes de mora em 23 abril 2012 às 17:17

LINDA BELA MINHA QUERIDA MAEZINHA OXUM LAROIE !

 

Comentário de ALEXANDRO LEAL em 12 abril 2012 às 23:53

Muito lindo

Comentário de Joao A.S.Gottfried em 13 setembro 2011 às 21:03

SIMPLESMENTE DIVINO!!!!!!!!!!

SALVE MINHA MAE OXUM!!!

 

Membros (51)

 
 
 
"Um país se faz com homens e livros."
(Monteiro Lobato)

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR

 

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

VISITANTES

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Rede Brasileira de Umbanda.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo